Cervejaria Feldmann

Fundada pelo alemão Friedrich Wilhelm Feldmann em 1898, no bairro da Vila Itoupava, nos primeiros anos produzia de forma artesanal e em pequena escala. Feldmann, para fabricar a cerveja, utilizou uma receita que tinha trazido da Alemanha. Com o passar dos tempos, a procura dessa cerveja aumentou consideravelmente o que deu origem à necessidade de alterar os métodos de fabrico, pois a quantidade produzida artesanalmente já não era suficiente para satisfazer a procura da parte de comerciantes e sociedades da região da Vila Itoupava e arredores. Dentre as marcas fabricadas pela cervejaria Feldmann, as de maior procura foram a Cerveja Victoria e Cerveja Bock.

A Cervejaria Feldmann foi a primeira cervejaria no Brasil a criar uma receita, produzir e comercializar uma cerveja tipo Bock. Com o falecimento de Heinrich Feldmann em 1930 seu filho Heinrich Feldmann Junior ao herdar a cervejaria, alterou o seu nome comercial para Kranapel. Feldmann Junior, ao reestruturar a cervejaria, introduziu também a produção e comercialização de licores.

Cerca de uma década após o falecimento de Heinrich Feldmann, mais propriamente no ano de 1941, Claus Feldmann adquiriu a fábrica, dando assim continuidade à tradição familiar no ramo cervejeiro. Em expansão, adquiriu as fábricas de cerveja malta e massarandubense. A produção da cervejaria Feldmann, chegou por essa altura, a ser de 2500 garrafas semanais.

O fim da Cervejaria Feldmann na verdadeira acepção da palavra cervejaria, deu-se em 1954, altura em que foi produzido o seu último lote de garrafas de cerveja. Com a compra da Cervejaria em 1960 por Alfred, filho de Claus, reabriram-se as portas para a produção de licores, refrescos e bitters, deixando de lado a produção de cerveja. Em 1978 encerra as atividades devido ao contínuo crescimento da concorrência.
Neste imóvel atualmente está o Centro Cultural.